• Preto Fosco com Azul
  • Preto Fosco com Azul
  • Preto Fosco com Azul
  • Preto Fosco com Azul

Picnogenol (Pinus Pinaster) 120Mg 60 Cápsulas

SKU:

Picn-120Mg-60C

Disponibilidade:

Imediata

Marca:

HomeoErvas

Por: R$32,00 em até 6x de R$5,33 no cartão
R$28,80 no boleto com 10% de desconto
Calcular frete e prazo
Não sei meu CEP

Descrição completa

Nossos produtos são manipulados individualmente conforme cada pedido, normalmente levando cerca de 1 dia útil (24 horas) para a manipulação após a confirmação do pagamento. Validade 6 meses a partir da data do pedido. 

Em caso de dúvida consulte nosso farmacêutico através das perguntas dos anúncios.

Sobre a empresa: HOMEO-ERVAS Homeopatia e Manipulação fundada em setembro de 1979, sendo a primeira farmácia de homeopatia da cidade. Utilizando matérias primas da melhor qualidade todos com laudo de análise e garantia qualificada dos nossos distribuidores e atendendo normas e leis da Anvisa e Vigilância Sanitária.

 

 

                                                                                                     PICNOGENOL (PINUS PINASTER):
O seu alto poder antioxidante resulta na proteção do organismo contra os radicais livres. Desta forma ele neutraliza a ação dos radicais livres do óxido nítrico (NO) e apresenta ação antioxidante contra a placa ateromatosa, através da supressão da oxidação do LDL nos vasos. Outra ação é o aumenta a resistência vascular selando a parede dos vasos danificados. Aumenta a resistência capilar facilitando a microcirculação. Reduz a permeabilidade vascular prevenindo o edema da insuficiência crônica. Reduz a agregação plaquetária prevenindo a formação de trombose. Além de efeitos cardiovasculares, por apresentar substancias antioxidantes, pode ser observado uma série de efeitos beneficos ao organismo levando a prevenção do envelhecimento celular e do organismo.

Benefícios:
- Normalização da vascularização e circulação sanguínea após estresse;
- Prevenção de doenças cardiovasculares;
- Reduz significativamente a intensidade do melasma
- Ação antioxidante;
- Rejuvenescedor;
- Estimulante do sistema Imunológico;
- Inflamação nos casos de artrite e diminui marcadores inflamatórios na osteoartrite;
- Saúde da pele (Rugas, Hiperpigmentação e manchas, proteção solar e formação da
cicatriz);
- Proteção ocular;
- Aumento do desempenho das atividades físicas;
- Alivio do desconforto pré – menstrual;
- Controle glicêmico.

Composição:
Picnogenol 120 mg
Excipiente Qsp. 1 cápsula.

Posologia:
Tomar 1 cápsula ao dia, durante a principal refeição.

Validade:
Validade de 6 meses, após a data de fabricação.
Vide o rótulo.

Imagem meramente ilustrativa. Consulte um profissional habilitado antes de iniciar o uso do produto

 

 

                                                                    Advertências:

1. Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

2. O medicamento manipulado é de uso exclusivo do paciente.

3. Lavar e secar bem as mãos antes de usá-lo, ou despejar as cápsulas em sua própria tampa para administrá-lo.

4.Fechar bem a embalagem após usá-la.

5.Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado.

6. Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

7. O tamanho, a cor, e a quantidade de cápsulas por doses podem variar de acordo com o procedimento utilizado na sua preparação, em nada interferindo na atividade farmacológica.

8. Este medicamento não deverá ser partido ou mastigado.

9. Algumas matérias primas têm, por natureza, um odor muito forte, que pode ser evidente mesmo quando pronto o medicamento.

10. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

11. O uso desse medicamento durante o período de amamentação também não é recomendado.

12. Fórmulas que utilizam princípios ativos de origem vegetal podem ter a sua coloração e consistência variável, de acordo com a época de colheita da erva.

13. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o prescritor.

14. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.

15.Pessoas com hipersensibilidade à substância não devem ingerir o produto.

16. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

17. É recomendável uma dieta e exercícios físicos para auxiliar a redução de peso.

18. Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.

19. Sugestão de uso e benefícios desenvolvidos por profissional habilitado. Todo produto deste site possui dosagens dentro dos padrões usuais.

20. "SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO OU FARMACÊUTICO DEVERÁ SER CONSULTADO".

21. "Venda sob prescrição de profissional habilitado. Dúvidas ? Consulte nosso farmacêutico!"

                                   

 

                                                                                      Referências:

Referências retiradas da literatura do produto.

VIA FARMA. Pinus pinaster. Disponível em: . Acesso em: 19 de abril de 2018

Ni, Z.; Mu, y.; Gulati,O. Treatment of melasma with pinus pinaster phytotherapy. Research, chichester, v. 16, n. 6, p. 567-571, 2002.

Saliou, C.; Rimbach, G.; Moini, h.; Mclaughlin, L.;Hosseini, S. ; Lee, j. et al. Solar ultraviolet induced erythema in human skin and nuclear factor-kappa-b-dependent gene expression in keratinocytes are modulated by a french maritime pine bark extract. Free radical biology & medicine, tarrytown, v.30, n. 2, p. 154-160, 2001.

Gulati O. Pinus pinaster in venous disorders: a review. Euro Bull Drug Res.;7(2):8-13, 1999.

Belcaro G, Cesarone MR, Errichi BM, et al. Diabetic ulcers: microcirculatory improvement and faster healing with pinus pinaster. Clin Appl Thromb Hemost. 12(3):318-323, 2006.

Liu X, Wei J, Tan F, Zhou S, Wurthwein G, Rohdewald P. Antidiabetic effect of Pinus pinaster French
maritime pine bark extract in patients with diabetes type II. Life Sci.;75(21):2505-2513; 2004.

Trebaticka J, Kopasova S, Hradecna Z, et al. Treatment of ADHD with French maritime pine bark extract, p. Eur Child Adolesc Psychiatry. 2006;15(6):329-335.

Hosseini S, Pishnamazi S, Sadrzadeh SM, Farid F, Farid R, Watson RR. Pinus pinaster in the Management of Asthma. J Med Food. 2001;4(4):201- 209.

Lau BH, Riesen SK, Truong KP, Lau EW, Rohdewald P, Barreta RA. Pinus pinaster as an adjunct in the management of childhood asthma. J Asthma. 2004;41(8):825-832.

BATISTUZZO J. A. O, ITAYA M., ETO Y. Formulário Médico Farmacêutico, 3ª edição, editora Pharmabooks, São Paulo, 2006, p.585.

GARCÍA, A. A. et al., Fitoterapia – Vademecun de Prescripción. Plantas Medicinales, 3ª edição, editora Masson S.A, Barcelona, Espanha, 1998, pg. 374-375.

OLSZEWER E., JALDIN C., Vade Médum Ortomolecular de A a Z, 1ª edição, editora Multimídia, 2007, p.435-436.

Referências retiradas da literatura do produto.

VIA FARMA. Pinus pinaster. Disponível em: . Acesso em: 19 de abril de 2018

Ni, Z.; Mu, y.; Gulati,O. Treatment of melasma with pinus pinaster phytotherapy. Research, chichester, v. 16, n. 6, p. 567-571, 2002.

Saliou, C.; Rimbach, G.; Moini, h.; Mclaughlin, L.;Hosseini, S. ; Lee, j. et al. Solar ultraviolet induced erythema in human skin and nuclear factor-kappa-b-dependent gene expression in keratinocytes are modulated by a french maritime pine bark extract. Free radical biology & medicine, tarrytown, v.30, n. 2, p. 154-160, 2001.

Gulati O. Pinus pinaster in venous disorders: a review. Euro Bull Drug Res.;7(2):8-13, 1999.

Belcaro G, Cesarone MR, Errichi BM, et al. Diabetic ulcers: microcirculatory improvement and faster healing with pinus pinaster. Clin Appl Thromb Hemost. 12(3):318-323, 2006.

Liu X, Wei J, Tan F, Zhou S, Wurthwein G, Rohdewald P. Antidiabetic effect of Pinus pinaster French
maritime pine bark extract in patients with diabetes type II. Life Sci.;75(21):2505-2513; 2004.

Trebaticka J, Kopasova S, Hradecna Z, et al. Treatment of ADHD with French maritime pine bark extract, p. Eur Child Adolesc Psychiatry. 2006;15(6):329-335.

Hosseini S, Pishnamazi S, Sadrzadeh SM, Farid F, Farid R, Watson RR. Pinus pinaster in the Management of Asthma. J Med Food. 2001;4(4):201- 209.

Lau BH, Riesen SK, Truong KP, Lau EW, Rohdewald P, Barreta RA. Pinus pinaster as an adjunct in the management of childhood asthma. J Asthma. 2004;41(8):825-832.

BATISTUZZO J. A. O, ITAYA M., ETO Y. Formulário Médico Farmacêutico, 3ª edição, editora Pharmabooks, São Paulo, 2006, p.585.

GARCÍA, A. A. et al., Fitoterapia – Vademecun de Prescripción. Plantas Medicinales, 3ª edição, editora Masson S.A, Barcelona, Espanha, 1998, pg. 374-375.

OLSZEWER E., JALDIN C., Vade Médum Ortomolecular de A a Z, 1ª edição, editora Multimídia, 2007, p.435-436.